Faculdade Cultura Inglesa
  • Bacharelado em Letras - Inglês - Tradução

O modelo adotado para propiciar a formação do tradutor é o do ensino para desenvolvimento das competências necessárias ao exercício profissional e não apenas para o desenvolvimento de competências acadêmicas. Por isso, requer que os Núcleos Temáticos realizem a integração entre conteúdos básicos e de formação profissional compreendendo-os como toda e qualquer atividade acadêmica que constitua o processo de aquisição de competências e habilidades necessárias ao exercício da profissão.

Desta forma, os conteúdos curriculares foram selecionados para garantir a formação do profissional de Letras - Inglês e incluem: estudos linguísticos e literários, práticas profissionalizantes, estudos complementares, oficinas pedagógicas, estágios, seminários, congressos, projetos de pesquisa e de extensão, além dos conteúdos definidos, as didáticas próprias de cada conteúdo e as pesquisas que as embasam.

O desdobramento desses conteúdos deu lugar a um elenco de disciplinas, classificadas em grupos segundo as seguintes especificidades:

Práticas de Língua e Linguagem (PLL)
Teorias de Linguagem (TL)
Práticas de Redação em Tradução (PRT)
Teorias e Normas de Tradução (TNT)
Literaturas como Práticas Artísticas (LPA)
Práticas de Pesquisa (PP)

Para materializar essa concepção de currículo construiu-se uma matriz curricular que contempla disciplinas, estágios supervisionados e práticas acadêmico-científico-culturais (PACC) e é integralizada em período mínimo de 8 (oito) semestres e carga horária total equivalente a 3380 horas de efetivo trabalho acadêmico.

  • corpo docente

O corpo docente comprometido com a implantação da Faculdade Cultura Inglesa é constituído por professores permanentes, com excelente titulação acadêmica, todos com experiência docente e profissional. 90% do corpo é constituído por mestres e doutores.

Lizika Pitpar Goldchleger
Lizika Pitpar Goldchleger

Possui Pós-graduação em educação pela Universidade de São Paulo com foco em avaliação de cursos de formação de professores, especialização em administração pela Henley Business School e um MBA em Administração de Instutuições de Educação Superior com ênfase em avaliação, pelo Centro Universitário São Camilo. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Capacitação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: criação de cursos e educação de professores. Membro do Adisory Board da revista New Routes, foi membro do Advisory Council de Cambridge ESOL. Atua nos Projetos Sociais da Associação Cultura Inglesa São Paulo dos professores da Rede Pública do Estado de São Paulo em parceria com a PUCSP, o Projeto dos Meninos do Morumbi e Casa de Apoio e outros.

Marilisa Shimazumi
Marilisa Shimazumi

Possui graduação em Língua e Literatura Inglesas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade de Liverpool, Reino Unido e doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUCSP. Tem experiência na área de Letras, atuando diretamente em cursos de formação de professores, ensino e aprendizagem de idiomas e criação de cursos de inglês como língua estrangeira. É tutora credenciada pela Universidade de Cambridge para os cursos CELTA, ICELT e DELTA além de ter atuado como coordenadora acadêmica na Cultura Inglesa São Paulo por mais de 15 anos. Atualmente desenvolve pesquisa nas áreas de formação de professores e mentoria, ensino e aprendizagem de línguas, linguística de corpus e análise do discurso sob a perspectiva sistêmico-funcional.

Maria Eugenia Witzler D'Esposito
Maria Eugenia Witzler D'Esposito

Possui doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2012), mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (2004) e graduação em Língua e Literatura Inglesas- habilitação Tradução e Licenciatura Plena em Língua e Literatura Inglesas (1993) pela mesma instituição. Foi professora assistente na Universidade Federal de Alagoas. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Línguas Estrangeiras Modernas, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, novas tecnologias na educação, ensino a distância, línguas para fins específicos, complexidade e docência. É parecerista de revistas nacionais e internacionais, membro do grupo de pesquisa Ensino e Aprendizagem de línguas: abordagens, metodologias e tecnologias (UERJ/CNPq) e dos comitês científico e de publicações e promoções/comunicações da International Conference on Information Communication Technologies in Education (ICICTE).

Rodrigo Garcia Rosa
Rodrigo Garcia Rosa

Possui graduação em Letras com habilitação em Língua Portuguesa e Linguística pela Universidade de São Paulo (USP) e mestrado em Estudos Linguísticos do Inglês pela mesma universidade. Tem experiência na área de Letras, tendo atuado em cursos de formação de professores, ensino e aprendizagem de língua estrangeira e na criação de cursos de inglês para os níveis básicos, intermediários e avançados da Cultura Inglesa São Paulo. É examinador credenciado de KET, PET, FCE, CAE, CPE e IELTS da Cambridge English Language Assessment. Atualmente desenvolve pesquisa de doutorado sobre a aquisição de estruturas sintáticas e semânticas do inglês como L2 à luz da Linguística Cognitiva, da Linguística de Corpus e da Psicolinguística Experimental pelo departamento de Letras Modernas da Universidade de São Paulo (USP).

Rodrigo Garcia Rosa
Maria Rita Teixeira Silva Köster

Possui mestrado em Letras no programa de Estudos Linguísticos e Literários em Inglês (2010) pela Universidade de São Paulo (USP) e especialização em Literaturas de Língua Inglesa (2005) também pela USP; possui bacharelado e licenciatura plena (1990) em Língua e Literatura Inglesas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Tem atuado na área de ensino e aprendizagem de língua estrangeira desde 1986 e seu foco de interesse está na literatura irlandesa com ênfase no teatro irlandês contemporâneo.

Rodrigo Garcia Rosa
Cássia Cristina Marques Venezuela

Possui mestrado em Literatura Alemã (2016) pela Universidade de São Paulo (USP) e graduação em Letras com habilitação em Língua Portuguesa e Alemão também pela USP. Tem experiência na área de Letras, tendo atuado em cursos de ensino e aprendizagem de língua inglesa. É examinadora credenciada da Cambridge English Language Assessment. Apresenta em eventos acadêmicos nacionais e internacionais voltados para o ensino de inglês como língua estrangeira. Sua experiência em docência e pesquisa na área de Letras concentra-se em Língua Inglesa e Narratologia.